O bem me inspira! #SeDesdobra
O tema suicídio sempre desperta atenção e, de uma forma ou de outra, desafia o coração e a inteligência, gerando sentimentos tão contraditórios quanto dolorosos. Quando o fenômeno acontece com crianças e jovens, as dúvidas são ainda maiores e a pergunta é inevitável. Por quê? A obra que você, leitor, tem em mãos, não é um manual de combate, nem traz todas as respostas para os que se deparam com esse fenômeno tão desafiador, tanto da razão quanto do sentimento. Mas se ainda não temos todas as respostas, podemos ao menos tentar entender, discutir e conhecer, com as experiências de famílias que sofrem com a perda trágica de seus entes queridos, e buscar caminhos de prevenção. Lançar luz sobre o assunto é preciso. E uma certeza já nos conforta. Se o suicídio é a negação da vida e da dor, cabe a todos nós, humanos, reaprender a amar, acolher e conviver para tornar a vida uma alegria e uma razão para todos.

 

 

COMPORTAMENTO SUICIDA NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIA

R$49,00
COMPORTAMENTO SUICIDA NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIA R$49,00
Entregas para o CEP:

Meios de envio

  • Livraria Feees R. Álvaro Sarlo, 35 Ilha de Santa Maria – Vitória, ES CEP 29051-100 Atendimento de Segunda à Sexta das 8:00 às 19:00

    Grátis
O tema suicídio sempre desperta atenção e, de uma forma ou de outra, desafia o coração e a inteligência, gerando sentimentos tão contraditórios quanto dolorosos. Quando o fenômeno acontece com crianças e jovens, as dúvidas são ainda maiores e a pergunta é inevitável. Por quê? A obra que você, leitor, tem em mãos, não é um manual de combate, nem traz todas as respostas para os que se deparam com esse fenômeno tão desafiador, tanto da razão quanto do sentimento. Mas se ainda não temos todas as respostas, podemos ao menos tentar entender, discutir e conhecer, com as experiências de famílias que sofrem com a perda trágica de seus entes queridos, e buscar caminhos de prevenção. Lançar luz sobre o assunto é preciso. E uma certeza já nos conforta. Se o suicídio é a negação da vida e da dor, cabe a todos nós, humanos, reaprender a amar, acolher e conviver para tornar a vida uma alegria e uma razão para todos.