O bem me inspira! #SeDesdobra

Após a instalação do Conselho Federativo Nacional da Federação Espírita Brasileira, na sede da FEB, a lº de janeiro de 1950 — como desdobramento do Pacto Áureo —, havia a necessidade de se contar com o apoio e a participação dos estados que não haviam firmado o histórico documento. Nesta obra, Leopoldo Machado relata a histórica viagem aos estados do Norte e do Nordeste do país, realizada entre outubro e dezembro de 1950. Este movimento de aproximação, conhecido como “Caravana da Fraternidade”, foi organizado por alguns signatários do Pacto Áureo. Os caravaneiros Artur Lins de Vasconcelos (PR), Carlos Jordão da Silva (SP), Francisco Spinelli (RS), Ary Casadio (SP) e Leopoldo Machado (BA) saíram do Rio de Janeiro, no dia 31 de outubro de 1950, com destino a Salvador. Lins de Vasconcelos regressou de Recife, sendo substituído pelo confrade pernambucano Luiz Burgos Filho. Ary Casadio voltou de Fortaleza. Os demais caravaneiros seguiram até Belém e somente Leopoldo Machado e Luiz Burgos Filho foram a Manaus. A “Caravana da Fraternidade” dissolveu-se após visita ao médium Chico Xavier, que, na oportunidade, psicografou mensagens de Emmanuel e Amaral Ornellas.

CARAVANA DA FRATERNIDADE, A

R$28,00
CARAVANA DA FRATERNIDADE, A R$28,00
Entregas para o CEP:

Meios de envio

  • Livraria Feees R. Álvaro Sarlo, 35 Ilha de Santa Maria – Vitória, ES CEP 29051-100 Atendimento de Segunda à Sexta das 8:00 às 19:00

    Grátis

Após a instalação do Conselho Federativo Nacional da Federação Espírita Brasileira, na sede da FEB, a lº de janeiro de 1950 — como desdobramento do Pacto Áureo —, havia a necessidade de se contar com o apoio e a participação dos estados que não haviam firmado o histórico documento. Nesta obra, Leopoldo Machado relata a histórica viagem aos estados do Norte e do Nordeste do país, realizada entre outubro e dezembro de 1950. Este movimento de aproximação, conhecido como “Caravana da Fraternidade”, foi organizado por alguns signatários do Pacto Áureo. Os caravaneiros Artur Lins de Vasconcelos (PR), Carlos Jordão da Silva (SP), Francisco Spinelli (RS), Ary Casadio (SP) e Leopoldo Machado (BA) saíram do Rio de Janeiro, no dia 31 de outubro de 1950, com destino a Salvador. Lins de Vasconcelos regressou de Recife, sendo substituído pelo confrade pernambucano Luiz Burgos Filho. Ary Casadio voltou de Fortaleza. Os demais caravaneiros seguiram até Belém e somente Leopoldo Machado e Luiz Burgos Filho foram a Manaus. A “Caravana da Fraternidade” dissolveu-se após visita ao médium Chico Xavier, que, na oportunidade, psicografou mensagens de Emmanuel e Amaral Ornellas.